quarta-feira, 22 de maio de 2024






Como ler e consultar as matérias deste blog


A primeira publicação feita neste blog ocorreu numa sexta-feira, dia 6 de abril de 2012.

Leitores perguntam-nos, vez por outra, qual a melhor maneira de ler e também consultar as matérias veiculadas neste blog. 

Inicialmente, para acessá-lo, clique em https://espiritismo-seculoxxi.blogspot.com/

As explicações em face das perguntas que nos fazem desdobram-se nos  tópicos seguintes:

1 – Estrutura do blog

2 – Índice cronológico ou Arquivo do blog 

3 – Índice por assunto ou Marcadores

4 – Ferramenta de busca

5 – Sites e páginas importantes

6 – E-books de autoria de Astolfo O. de Oliveira Filho


1 - Estrutura do blog

Como na maioria dos blogs, neste as postagens são diárias e obedecem a um plano predeterminado. Eis os títulos ou assuntos aqui apresentados:

 

Segunda-feira

Correio mediúnico

Terça-feira

Crônica assinada por Cínthia Cortegoso 

Quarta-feira

Estudo da Revista Espírita de 1858 a 1869 

Quinta-feira

Cinco-marias, por Eugênia Pickina

Sexta-feira

Estudo dos clássicos espíritas

Sábado

Crônica assinada por Jorge Leite de Oliveira 

Domingo

Reflexões à luz do Espiritismo 


Quando se acessa este blog, o texto que surge no vídeo é o mais recente. Os demais aparecem logo abaixo. Basta rolar a página para serem lidos.


2 - Índice cronológico ou Arquivo do blog  

Na coluna à direita de quem lê, aparece a lista dos textos que foram postados, agrupados ali por ordem cronológica, sob o título de Arquivo do blog, como abaixo se demonstra:

 2024 (3)
 janeiro (3)
Revista Espírita de 1864 Allan Kardec 
Comprometidos conosco, sob a luz divina
Edificação
 2023 (331)
 2022 (366)
 2021 (360)
 2020 (367)
 2019 (363)
 2018 (366)
 2017 (382)
 2016 (419)
 2015 (362)
 2014 (376)
 2013 (392)
 2012 (223)


3 - Índice por assunto ou Marcadores 

Mais abaixo, em outra coluna, aparece a relação dos títulos das matérias publicadas, reunidos sob o título de Marcadores, como abaixo demonstramos: 


Apresentação do Blog

Canções e poemas
Cinco-marias
Conhecimentos gerais
Contos e crônicas
Correio mediúnico
Crônicas e contos
Espiritismo
Estudo da Revista Espírita
Estudo das obras de André Luiz
Estudo das obras de Manoel Philomeno de Miranda
Estudo dos clássicos espíritas
Iniciação à doutrina espírita
Notas de família
Notas sobre o movimento espírita
Pérolas literárias
Questões de língua portuguesa.
Reflexões à luz do Espiritismo


Clicando no título “Canções e poemas”, o leitor verá surgir no vídeo as canções e os poemas que foram postados, aparecendo inicialmente as últimas postagens e, em seguida, as anteriores.


4 - Ferramenta de busca

Além dos índices citados, o blog oferece ao leitor uma ferramenta importante que lhe permite localizar determinado texto a partir de uma palavra-chave, como abaixo se demonstra:


Busca por meio de palavra-chave:


Logo abaixo da frase aparece um retângulo. Basta escrever nele a palavra desejada e clicar em “Buscar”. Feito isso, aparecerão no vídeo todas as matérias em que a palavra digitada foi utilizada.


5 - Sites e páginas importantes

Apresentamos também na coluna à direita de quem lê uma lista que contém 8 indicações importantes para quem se interessa por assuntos espíritas. Ei-las:  


Bíblia do Caminho
Jornal “O Imortal”
EVOC - Editora Virtual O Consolador
Biblioteca virtual d´O Consolador
O Evangelho segundo o Espiritismo com busca aleatória
Revista “O Consolador”

Inter-Regional Norte do Paraná
Sites de federativas e instituições espíritas diversas

 

Clicando, por exemplo, em Biblioteca virtual d´O Consolador, o leitor terá um verdadeiro tesouro literário em que é possível, sem custo algum, acessar e baixar mais de 500 obras espíritas.

Se o interesse é acessar os livros publicados pela EVOC, basta clicar em EVOC – Editora Virtual O Consolador.

Imaginemos que o leitor deseja saber qual é o site da Federação Espírita Catarinense. Clique em Sites de federativas e instituições espíritas diversas e aí terá o link correspondente.

Aos amigos que realizam o chamado culto do Evangelho no Lar, basta clicar em O Evangelho segundo o Espiritismo com busca aleatória e aparecerá um texto extraído desse livro, favorecendo assim a realização do trabalho.


6 - E-books de autoria de Astolfo O. de Oliveira Filho

Eis os e-books publicados até este momento, que podem ser baixados clicando no respectivo título, sem custo nenhum: 

20 Lições sobre
Mediunidade

 

20 Lecciones sobre Mediumnidade

 

20 Lessons on Mediumship

 

Iniciação à Doutrina Espírita: 1 - Noções Gerais e Princípios Básicos

 

Iniciação à Doutrina Espírita: 2 - As leis morais segundo o Espiritismo

 

Iniciação à Doutrina Espírita: 3 - Aspecto Científico do Espiritismo

 

Lições para ontem, hoje e amanhã

 

Iniciação à Doutrina Espírita: 4 - Aspecto Filosófico do Espiritismo

 

Iniciação à Doutrina Espírita: 5 - Aspecto Religioso do Espiritismo

 

Conhecereis a verdade e ela vos libertará

 

Introdução ao Pentateuco Mosaico  1 - Gênesis

 

Introdução ao Pentateuco Mosaico  - Êxodo

 

Introdução ao Pentateuco Mosaico  3 - Levítico

 

OBSERVAÇÃO: os títulos e termos grafados na cor azul funcionam como links, ou seja, se clicarmos em qualquer um deles, a matéria aparecerá no vídeo.

 

 

 


 

To read in English, click here:  ENGLISH
Para leer en Español,  clic aquí:  ESPAÑOL
Pour lire en Français, cliquez ici:  FRANÇAIS
Saiba como este Blog funciona, clicando em SÉCULO XXI

 

 


 




Revista Espírita de 1865

 

Allan Kardec

 

Parte 11

 

Prosseguimos nesta edição o estudo metódico e sequencial da Revista Espírita do ano de 1865, periódico editado e dirigido por Allan Kardec. O estudo será baseado na tradução feita por Júlio Abreu Filho publicada pela EDICEL.

A coleção do ano de 1865 pertence a uma série iniciada em janeiro de 1858 por Allan Kardec, que a dirigiu até 31 de março de 1869, quando desencarnou.

Cada parte do estudo, que será apresentado às quartas-feiras, compõe-se de:

a) questões preliminares;

b) texto para leitura.

As respostas às questões propostas encontram-se no final do texto abaixo. 

 

Questões preliminares

 

A. Por que o homem enfrenta na Terra tantos obstáculos?

B. Podemos dizer que o mundo espiritual é um reflexo do mundo material?

C. Qual é o segredo que faz com que a doutrina espírita seja facilmente aceita pelos que a conhecem?

 

Texto para leitura

 

119. Comentando o assunto, Kardec afirma que a mediunidade exige um estudo sério da parte de quem quer que veja no Espiritismo uma coisa séria. À medida que as molas dessa faculdade forem mais bem conhecidas, estaremos menos expostos às decepções e haverá menos vítimas do charlatanismo. (Pág. 150.)

120. Escrevendo sobre o progresso, em comunicação dada na Sociedade Espírita de Paris, diz Pascal que no mundo nada se perde, não apenas na matéria, onde tudo se renova incessantemente, mas também no domínio da inteligência. “A humanidade – afirma Pascal – é como um só homem, que vivesse eternamente, e adquirisse incessantemente novos conhecimentos.” (Pág. 151.)

121. Pascal lembra que tais palavras não são apenas uma imagem, porque o Espírito é imortal, só o corpo é transitório. Na natureza nada se perde e nada é inútil. Tudo, até as criaturas mais perigosas e os mais sutis venenos, tem a sua razão de ser. As coisas nocivas obrigam o homem a exercitar a inteligência. Ora, se a necessidade é a mãe da indústria, a indústria também é filha da inteligência. Se existem obstáculos, é para despertar no homem os recursos adormecidos; é para dar impulso aos tesouros da inteligência, que ficariam enterrados, se uma necessidade, um perigo a evitar, não viessem forçá-lo a velar por sua conservação. “O instinto nasce; a inteligência o segue, as ideias se encadeiam e está inventado o raciocínio”, conclui o notável filósofo. (Págs. 151 e 152.)

122. Em outra mensagem transmitida na Sociedade de Paris e assinada por Mokí, é reiterada a importância de se observar a seriedade e o recolhimento nas reuniões espíritas. A linguagem usada no trato com os Espíritos pode variar, mas jamais a seriedade e a benevolência podem faltar às reuniões. Todas as comunicações, diz o Espírito, têm sua utilidade para aquele que sabe tirar delas proveito. Uma mistificação reconhecida e provada pode agir com mais eficácia sobre as pessoas, fazendo-as perceber melhor os pontos a reforçar, do que instruções que são às vezes admiradas, mas não postas em prática. (Págs. 152 e 153.)

123. Duas mensagens assinadas por Mesmer, valendo-se da mediunidade do sr. Delanne, fecham a edição de maio de 1865. A primeira fala da imigração de Espíritos para a Terra; a segunda trata do tema criações fluídicas. Eis em resumo parte do que nelas se contém:

A) A Terra treme ao sentir em seu seio aqueles que ela outrora viu passar por aqui, e se alegra em os rever, porque pressente que eles vêm para a conduzir à perfeição.

B) Sim, grandes mensageiros estão entre nós neste mundo: são eles que se tornarão os sustentáculos da geração futura.

C) À medida que o Espiritismo crescer e se desenvolver, os Espíritos de uma ordem cada vez mais elevada virão sustentar a obra, em razão das necessidades da causa. Por toda a parte Deus espalhou esteios para a doutrina. 

D) A imigração de Espíritos superiores se opera para ativar a marcha ascendente da humanidade terrena. É preciso, pois, redobrar de coragem, de zelo, de fervor pela causa, porque nada deterá a marcha progressiva do Espiritismo e poderosos protetores continuarão a obra.

E) O mundo dos invisíveis é como o mundo terráqueo. Em vez de ser material e grosseiro, é fluídico, etéreo, da natureza do perispírito, que é o verdadeiro corpo do Espírito, tirado desses meios moleculares, como o corpo físico se forma de coisas mais palpáveis e materiais.

F) O mundo dos Espíritos não é um reflexo do mundo material: este é que é uma imagem grosseira e imperfeita do reino de além-túmulo.

G) As relações entre os dois mundos sempre existiram. Mas agora é chegado o momento em que todas essas afinidades irão ser reveladas, demonstradas e tornadas palpáveis. (Págs. 153 a 155.)

124. No dia 5 de maio de 1865, Kardec apresentou à Sociedade Espírita de Paris um relatório a que ele chamou de Relatório da Caixa do Espiritismo. Trata-se de uma detalhada prestação de contas de natureza eminentemente financeira, em que o Codificador especifica os recursos movimentados desde fevereiro de 1860 e as suas respectivas aplicações. (Págs. 157 a 164.)

125. Eis algumas informações importantes extraídas do documento citado:

A) Kardec jamais dispôs de recursos financeiros fartos para a execução do seu trabalho à frente do movimento espírita. Mas compreendia que, não pondo recursos abundantes em suas mãos, os Espíritos quiseram provar que o Espiritismo não devia o seu sucesso senão a si mesmo, à sua própria força, e não ao emprego de meios vulgares.

B) Se ele pudesse contar com uma soma vultosa, não a utilizaria – como pensava anteriormente – em gastos publicitários em prol da doutrina, mas sim na edificação de um retiro espírita, cujos habitantes recolhessem os benefícios da doutrina, e na constituição de um fundo que produzisse uma renda inalienável destinada:

1º – a manter o estabelecimento;

2º – a assegurar uma existência digna a quem lhe sucedesse e aos que o ajudassem em sua missão;

3º – a cobrir as necessidades correntes do Espiritismo.

C) O Espiritismo, segundo Kardec, ainda se achava no estado de esboço; os princípios gerais estavam estabelecidos, mas as suas consequências não estavam, nem podiam estar claramente definidas.  Até aquele momento ele não passava de uma doutrina filosófica e somente mais tarde é que as pessoas compreenderiam o seu verdadeiro alcance e utilidade. (Págs. 159 a 164.)

126. A Revista publica duas cartas, uma enviada a Kardec por um general da Rússia e a outra remetida por um simples pastor de Touraine. O objetivo da transcrição é mostrar que o Espiritismo satisfaz a todas as camadas da sociedade. A carta do militar russo noticia o surgimento do primeiro grupo espírita de São Petersburgo, ocorrido a 23 de outubro de 1864. O objetivo principal do grupo, diz ele, é o alívio dos Espíritos sofredores, encarnados e desencarnados. Com duas reuniões por semana, o grupo já contava com 40 membros. O missivista diz ainda ter aparecido a primeira brochura espírita na Rússia, impressa em São Petersburgo, com autorização da censura. Foi uma resposta que ele próprio deu a um artigo do arcipreste Debolsky publicado no jornal Radougaf.  “Até agora – acrescenta o militar – nossa censura não permitia publicar artigos senão contra, mas nunca pró Espiritismo. Pensei que a melhor refutação fosse a tradução de vossa brochura O Espiritismo em sua mais simples expressão, que fiz inserir naquele jornal.” (Págs. 164 e 165.)

127. Comentando a segunda carta, enviada por uma pessoa simples de Touraine, Kardec observa que não é preciso diploma para compreender o Espiritismo, porque sua doutrina é tão clara e tão lógica que chega sem esforço a todas as inteligências. Além disso, ela toca o coração: eis o seu maior segredo. (Págs. 166 e 167.)

128. O confrade J.M.F., do grupo espírita de Barcelona, relata detalhadamente a cura de uma mulher chamada Rosa N..., que durante 15 anos esteve presa de uma obsessão das mais cruéis. Casada em 1850, poucos dias depois do casamento Rosa foi atingida por ataques espasmódicos que se repetiam muitas vezes e com violência, até engravidar. (Págs. 167 e 168.)

129. Durante a gravidez Rosa nada experimentou, mas após o parto os ataques se renovaram. As crises duravam três a quatro horas e era preciso muitas pessoas para a dominar. Os médicos que a examinaram diziam uns que era uma doença nervosa; outros, que era loucura. O certo é que o fenômeno se repetia em cada gravidez: cessavam os ataques durante a gestação e recomeçavam após o parto. (Págs. 168 e 169.)

130. Em julho de 1864 o grupo espírita de Barcelona se interessou pelo caso e bastaram alguns minutos para se reconhecer a causa da moléstia: Rosa enfrentava, na verdade, uma obsessão das mais terríveis e foi muito difícil fazer com o que o obsessor atendesse ao chamado que o grupo espírita lhe fez. (Pág. 169.)

 

Respostas às questões propostas

 

A. Por que o homem enfrenta na Terra tantos obstáculos?

Esta questão foi tratada pelo Espírito de Pascal na Sociedade Espírita de Paris, Segundo ele, em a Natureza nada se perde e nada é inútil. Tudo, até as criaturas mais perigosas e os mais sutis venenos, tem a sua razão de ser. As coisas nocivas obrigam o homem a exercitar a inteligência. Se existem obstáculos, é para despertar no homem os recursos adormecidos; é para dar impulso aos tesouros da inteligência, que ficariam enterrados, se uma necessidade, um perigo a evitar, não viessem forçá-lo a velar por sua conservação. “O instinto nasce; a inteligência o segue, as ideias se encadeiam e está inventado o raciocínio”, concluiu o conhecido filósofo. (Revista Espírita de 1865, pp. 151 e 152.)

B. Podemos dizer que o mundo espiritual é um reflexo do mundo material?

Não. O mundo dos Espíritos não é um reflexo do mundo material; este é que é uma imagem grosseira e imperfeita do reino de além-túmulo, porque as relações entre os dois mundos são uma constante e sempre se verificaram em nosso planeta. (Obra citada, pp. 153 a 155.)

C. Qual é o segredo que faz com que a doutrina espírita seja facilmente aceita pelos que a conhecem?

Kardec tratou deste assunto ao comentar uma carta recebida de uma pessoa simples de Touraine. Observou então o codificador que não é preciso diploma para compreender o Espiritismo, porque sua doutrina é tão clara e tão lógica que chega sem esforço a todas as inteligências. Além disso, ela toca o coração: eis o seu maior segredo. (Obra citada, pp. 166 e 167.)

 

 

Observação:

Para acessar a Parte 10 deste estudo, publicada na semana passada, clique aqui: https://espiritismo-seculoxxi.blogspot.com/2024/05/revista-espirita-de-1865-allan-kardec_01409633082.html

 

 

 

 

 

 

 

To read in English, click here:  ENGLISH
Para leer en Español,  clic aquí:  ESPAÑOL
Pour lire en Français, cliquez ici:  FRANÇAIS
Saiba como este Blog funciona, clicando em SÉCULO XXI